um dia beijo-te ao som
do vermelho tinto que trazemos
no sangue mesmo que não sintas
fervilhar no teu os meus lábios
dir-te-ão mais que as palavras
e juras que carrego nas
veias.

um dia beijo-te ao chegar a
coragem de dizer sem versos
as rimas que sinto na minha
pele ansiosa pela tua
de poros e pêlos e fendas
e poesia dos nossos dedos
calejados manchados de tinta.

um dia beijo-te
por não ter palavras.

Advertisements

One thought on “um dia beijo-te

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s